mensagem ao leitor

Obrigado por sua visita

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

“Escravo nem pensar!” mobiliza estudantes e professores de mais de 290 escolas no Maranhão

12680_whatsapp_image_2018_10_30_at_16.38.51_2549360199187157980
    Assessor de projetos da ONG Repórter Brasil,Thiago Casteli,
    ressaltou a expansão do projeto nesta edição. (Foto: Carlos Pereira)
Estudantes de 295 escolas em 78 municípios em diversas regiões do estado mobilizaram seus bairros e comunidades contra o trabalho escravo nos últimos dois anos no Maranhão. O resultado foi apresentado por técnicos e gestores regionais de educação durante o III Encontro Formativo Projeto ‘Escravo, Nem Pensar!’.
Além dos números da ação, os participantes também apresentaram as atividades desenvolvidas pelos estudantes, que com palestras, passeatas, feiras de conhecimento nas escolas, capacitaram a si e à comunidade quanto aos riscos do trabalho análogo à escravidão.
De acordo com dados divulgados em 2017, pelo Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT- MA), o estado é o primeiro no ranking nacional de fornecimento de mão de obra escrava do país. Ainda segundo o órgão, de 2003 a 2017 mais de 8 mil maranhenses foram resgatados de situação análoga à escravidão em outras regiões.
Para a gestora da Unidade Regional de Educação (URE) de Bacabal, Guilhermina Aguiar, levar o projeto para todas as regiões do estado foi fundamental para a prevenção do problema.
“A receptividade ao programa foi muito boa porque afeta uma questão que tem relação com a vida deles, que afeta os nossos alunos, há os que evadem da escola para trabalhar em outros estados, e esse programa vai ajudar os jovens a saberem selecionar e reconhecerem quando é armadilha uma promessa de emprego”, disse a professora.
Expansão

Coordenadora do projeto na Secretaria de Educação, Ana Santos, destaca a rede de informação e prevenção no Maranhão. (Foto: Carlos Pereira)
Coordenadora do projeto na Secretaria de Educação, Ana Santos, explicou que essa foi a segunda edição do ‘Escravo, Nem Pensar!’, e incluiu os biênios de 2017/2018. A primeira edição ocorreu em 2015/2016.
“O Maranhão foi o primeiro estado brasileiro a desenvolver esse projeto em nível de estado, com a abrangência e o que temos hoje é uma grande rede de informação e de prevenção”, afirmou.
Para o assessor de projetos da ONG Repórter Brasil, Thiago Casteli, a experiência exitosa na primeira edição foi fundamental para a expansão do projeto na edição atual.
“Foi muito exitoso o primeiro projeto em 2015 e agora estamos repetindo de uma forma muito maior. São oito UREs, que levaram esse material para aproximadamente 200 escolas e hoje apresentam esses resultados”, informou o assessor.
“Estamos em fase de fechamento de dados, mas certamente mais de 60 municípios foram alcançados e ainda estão sendo”, completou Thiago.
Sobre o projeto
Criado pela ONG Repórter Brasil, o projeto conta com a parceria da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedhipop) e apoio da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Comissão Estadual para a Erradicação do Trabalho Escravo (COETRAE).
As ações do ‘Escravo, Nem Pensar!’ são desenvolvidas em escolas de oito Unidades Regionais de Educação (UREs), contemplando 78 municípios identificados com maior incidência de trabalho escravo moderno.
31/10/2018
Fonte: http://www.educacao.ma.gov.br/escravo-nem-pensar-mobiliza-estudantes-e-professores-de-mais-de-290-escolas-no-maranhao/

Seduc divulga resultado final do processo de ampliação para jornada de trabalho

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) divulga, nesta quarta-feira (31), o resultado final do Processo de Opção para Jornada de 40 horas Semanais – Ampliação de Jornada de Trabalho dos servidores integrantes do Subgrupo Magistério do Quadro Permanente da Secretaria, regulamentado pelo Edital Nº 055/2017. A lista nominal será disponibilizada no site da Seduc.
A Seduc ofertou mil vagas, sendo 930 para professores do Ensino Médio e 70 para Especialistas em Educação. Concorreram integrantes do Subgrupo Magistério da Educação Básica, concursados da rede estadual, que possuem habilitação específica para o Ensino Médio, tenham ingressado há pelo menos três anos no respectivo cargo, e em efetivo trabalho de regência de sala de aula ou desenvolvendo atividade diretamente relacionada à educação.
O Secretário Felipe Camarão destacou que o processo faz parte da política de valorização dos profissionais da Educação e da melhoria da qualidade da educação. “Este é o segundo concurso interno para ampliação de jornada, realizado no governo Flávio Dino, atendendo uma antiga demanda da categoria e representa, sobretudo, o reconhecimento e a valorização dos educadores e educadoras”, ressaltou.
A homologação do resultado do Processo de Opção está prevista para o próximo dia 5 (segunda-feira) e as etapas posteriores constam no cronograma divulgado no site da Seduc.
A lotação para complementação da Jornada de Trabalho em mais 20h está prevista para o período de 22 a 31 de janeiro de 2019. E a ampliação da jornada de trabalho para 40 horas semanais será efetuada por meio de portaria de Reenquadramento na Tabela Salarial de 40 horas, a ser emitida pelo Secretário de Estado da Educação, que reenquadrará o servidor na tabela de vencimento do cargo que ocupa em nível equivalente à jornada de 40 horas, com as vantagens pessoais e inerentes ao cargo. A implantação da ampliação na folha ocorrerá em fevereiro.
A Seduc informa que não estarão aptos ao reenquadramento na Tabela Salarial da Jornada de 40 horas, os candidatos que, embora classificados, descumprirem as demais etapas do certame, em conformidade com o edital, podendo ser convocado o candidato subseqüente para a vaga.
A ampliação da jornada de trabalho será exercida, preferencialmente, na unidade de ensino onde o servidor já é esteja lotado e, na hipótese de não haver vaga, o candidato optante deverá complementar sua jornada de trabalho, de acordo com a necessidade da respectiva Unidade Regional de Educação.
Os candidatos classificados, que estiverem exercendo a função de gestor ou em cargo comissionado têm um prazo de 30 dias, contados da divulgação do resultado final, para se desincompatibilizarem das referidas funções para assumir a Jornada de Trabalho de 40h semanais em sala de aula. A Seduc alerta que a resposta aos recursos interpostos pelos candidatos será enviada ao e-mail informado à Secretaria, a partir desta quarta-feira (31).
“A ampliação de jornada representa uma demanda histórica da categoria, e é importante porque aproveita os profissionais da rede, que já conhecem os meandros do sistema educacional do Maranhão. É um concurso em que o professor amplia definitivamente a sua jornada de trabalho para 40 horas, e dobrando a sua remuneração”, concluiu o professor de História e secretário Adjunto da Seduc, Williandickson Azevedo.
Fonte: Seduc/http://www.educacao.ma.gov.br/seduc-divulga-resultado-final-do-processo-de-ampliacao-para-jornada-de-trabalho/
31/10/2018

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Simulado #PartiuEnem mobiliza alunos da rede estadual de ensino

Alunos da escola CE Maria Espíndola de Araújo Silva
Presidente Médici
Com o objetivo de proporcionar aos estudantes concluintes da última etapa do Ensino Médio (Regular e EJA) o exame das aprendizagens desenvolvidas ao longo da Educação Básica por meio das habilidades do Exame Nacional do Ensino Médio, a Secretaria de Estado da Educação realiza nos dias 17 e 18/10 o Simulado #PartiuEnem, as provas com características e metodologias de aplicação ao ENEM serão aplicadas em todas as turmas de terceiro ano do Ensino Médio da rede estadual de ensino.
Na Unidade Regional de Zé Doca alunos dos Centros de Ensino dos 18 municípios jurisdicionados estão mobilizados nestes dois dias de Simulado.
Após a aplicação, os professores estão orientados a corrigirem as provas com os alunos



Alunos da escola CE Teresinha Alves Rocha-Nova Olinda

domingo, 14 de outubro de 2018

Homenagem aos professores

A Unidade Regional de Educação de Zé Doca parabeniza a todos os professores e professoras pelo seu Dia.
"A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria".
Paulo Freire.
15 de outubro, dia do professor.

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

COMUNICADO SOBRE FUNCIONAMENTO DA URE


A Unidade Regional de Educação de Zé Doca comunica a todos os servidores sob sua jurisdição que não terá expediente amanhã dia 04/10/2018 na sede da URE, em virtude das comemorações de 31 anos de Zé Doca.